Como escolher o rodapé

O rodapé é apenas um detalhe na decoração, mas é decisivo na hora de dar acabamento e deixar uma composição completa e bonita por inteiro. E é exatamente por passar muitas vezes despercebido que ele acaba gerando uma série de dúvidas em quem está montando a primeira casa: como escolher o modelo de rodapé ideal? Qual tamanho ele deve ter? Ele precisa combinar com o quê?

Não existe um modelo ideal de rodapé: fabricados em diferentes tamanhos e materiais, eles são feitos de acordo com o gosto do freguês. O que existem são as diferentes maneiras de usá-lo, com mais ou menos ousadia. Tem quem prefira apostar no básico para não errar, preferindo rodapés da mesma cor e material do piso, e tem quem prefira deixá-lo em destaque.

Apostar em um rodapé da cor da soleira e das portas também é uma forma segura de fazer a escolha. Mas se você preferir algo diferente, vale investir em um modelo de tom contrastante com a parede para dar destaque. Os rodapés em MDF brancos são bastante usados em paredes escuras, por exemplo.

O tamanho varia muito, mas o modelo de rodapé mais usado hoje é o de 15 cm, maior que o de 7 cm usado antigamente. Para quem tem a sorte de morar em casas espaçosas com pé direito alto, dá para pensar em escolher rodapés maiores, de destaque. Ambientes pequenos podem receber rodapés grandes contanto que sejam da mesma cor da parede, para não dar sensação de achatamento.

Em relação aos materiais, vale a pena prestar atenção no uso de cada ambiente. Em áreas molhadas, rodapés de MDF não são indicados, pois estufam com o tempo. Nestes casos, a melhor opção é o modelo de PVC ou os rodapés feitos de pedra, como o mármore e o granito, fáceis de limpar, práticos e com alta durabilidade.

Os de MDF ficam incríveis em ambientes como os quartos e a sala de estar, pois conferem muito aconchego aos espaços. Apesar de muitos designers e arquitetos apostarem em um único material para todos os rodapés da casa, você pode fazer da maneira que achar melhor – sem medo do resultado ficar feio.

FONTE: Minha Casa Minha Cara

Publicado em Dicas, Produtos, Variedades | Deixar um comentário

Cortina ou persiana? Escolha o modelo ideal para cada ambiente

Responsáveis por dar um toque final à decoração, as cortinas e persianas são itens que valorizam os ambientes. Mas, além do efeito estético, elas também impedem a entrada excessiva de luz e poeira, e reforçam a privacidade. Escolher o modelo ideal e saber qual a maneira adequada de usá-lo, entretanto, são os grandes problemas na hora da compra.

Para resolver questões como estas, a primeira providência é analisar aspectos como a temperatura média do lugar. “Se a ideia for refrescar o ambiente, nada melhor do que materiais leves como bambu e palha que mantêm o ar ventilado”, diz Erinaldo Lucena, designer de interiores. “Porém, se o objetivo for aquecer, aposte em cores quentes e tecidos pesados, como algodão grosso e napa”, afirma.

Outro aspecto de grande importância a ser observado é o tamanho da cortina ou persiana. Segundo o designer, quanto mais limitada ao espaço exato da janela, mais clean e amplo ficará o lugar, liberando possíveis paredes laterais para itens decorativos. A arquiteta Débora Roig reforça a ideia e indica que as áreas próximas às laterais da janela sejam cobertas por, no máximo, 15 centímetros de tecido. “A parede deve ser usada para colocar quadros e luminárias; se for totalmente coberta poderá deixar o ambiente monótono”, afirma.

FONTE: iG Delas

Publicado em Dicas, Produtos, Variedades | Deixar um comentário

Tipos de Telhados. Qual escolher?

Uma dúvida muito comum entre os que estão interessados em realizar uma obra é o tipo de cobertura a utilizar. Qual é a cobertura mais eficiente? Qual é a mais bonita? Qual esquenta menos o ambiente? E assim por diante.

As lajes planas estão entre as coberturas mais comuns no mundo inteiro e são largamente utilizadas em todo o tipo de construção. Sua impermeabilização pode ser realizada de várias formas. Há pinturas impermeabilizantes, mantas de diversas naturezas, telhas metálicas ou de fibrocimento sobre laje e a manta asfáltica.

Enquanto a impermeabilização e o peso que uma laje plana exerce sobre a estrutura da construção são os pontos fracos desse tipo de cobertura, podemos destacar três pontos fortes do uso desse sistema: plasticamente, a laje plana pode se tornar muito bonita e evita que a construção se torne muito vertical. É possível usar a cobertura como um terraço, se ela for calculada para tal, e esta pode ainda ser um teto jardim, solução interessantíssima para coberturas e muito adequada para nosso clima. Por fim, vale destacar que uma laje, calculada corretamente, facilita uma posterior expansão vertical da construção sem grandes incômodos.

No Brasil, ainda mais comum do que as lajes, são os telhados. Basicamente o telhado é um sistema misto de cobertura (as telhas) com um sistema de sustentação (o madeiramento).
As telhas podem ser de diferentes acabamentos e materiais. Elas podem ser esmaltadas, coloridas, naturais. E ainda existem as famosas telhas de cimento, as tégulas, que se encaixam perfeitamente umas na outras. A escolha do tipo de telha é fundamental, pois determina a inclinação que o telhado deve ter para que não haja infiltrações.

Cada vez mais utilizadas, as telhas metálicas podem ser simples ou do tipo sanduíche, que são um conjunto de duas telhas com isolante térmico entre elas. Os desenhos dividem-se basicamente em onduladas, trapezoidais e telha forro. Cada um desses desenhos possui diversas variações, que por sua vez permitem vãos e inclinações diferentes.

As telhas de fibrocimento, muito conhecidas até hoje como “telhas de amianto”, por serem realizadas com esse material até a década de 80, são uma opção com custo baixo. Embora geralmente sejam repudiadas por obras de alto padrão por serem muito utilizadas em construções simples, houve na arquitetura moderna dos anos 70 toda uma vertente que produziu obras muito elegantes utilizando esse tipo de cobertura. Isso mostra que não é o material que mais importa, mas sim o projeto e a forma em que foi pensado dentro do conjunto.

Existem ainda muitos outros tipos de cobertura, utilizados em uma escala menor do que os citados. Podemos citar coberturas com vidro, pergolados, retráteis ou flexíveis. Há ainda as coberturas tensionadas, com telhas de madeira, o telhado de sapé; as telhas shingles, de cobre, de ardósia; coberturas pré-moldadas de concreto, coberturas metálicas zipadas, e muitos outros.

Tenha em mente uma idéia de conjunto. Como sua cobertura dialoga com as paredes e a estrutura de sua casa? Você deseja uma casa mais robusta ou mais elegante? Qual a importância do conforto térmico onde imagina construir? Você gostaria de um teto jardim? Tendo essas questões em mente, você e seu arquiteto certamente escolherão a mais adequada.

FONTE: Ponto do Arquiteto

Publicado em Produtos, Variedades | Deixar um comentário

Azulejos para banheiros

O quarto e a sala oferecem abertura para aplicação de qualquer revestimento nas paredes. Já o banheiro, impõe certos limites na escolha dos materiais. Como ele precisa estar sempre na constante presença de umidade, a proposta é aliar estética à funcionalidade.

Os revestimentos cerâmicos são os materiais mais indicados para esse ambiente, pois são resistentes à ambientes úmidos. Entre esse tipo de revestimento, estão os azulejos.

Os azulejos já fazem parte da decoração de muitas residências. Muito versáteis, eles têm como função criar uma camada de proteção maior nas paredes de áreas úmidas, como banheiros e cozinhas.

Quando comparado à pintura, esse revestimento cerâmico tem uma durabilidade muito maior, independe da sua tonalidade.

FONTE: Revista Casa Linda Online

Publicado em Banheiros, Dicas, Produtos, Variedades | Deixar um comentário

Imprevistos na reforma

O que pode dar errado? Reformar uma casa nem sempre é uma tarefa fácil. Além do tempo e investimento, é preciso ter paciência, organização e um bom planejamento residencial. Mesmo com um cronograma em mãos, é possível que ocorra imprevistos. Afinal, nem tudo sai perfeitamente como queremos.

Quer diminuir a possibilidade de enfrentar problemas durante a reforma? Então aí vão algumas dicas:

1 – O ataque de cupins é famoso no quesito dores de cabeça. Ao longo do processo de reformar, esses pequenos bichinhos podem aparecer nas estruturas de madeira. Por isso, quando surgir esse tipo de situação para lá de desagradável, é preciso realizar a descupinização antes de prosseguir com a reforma.

2 – Retrabalhos são a principal causa de atrasos na conclusão da obra e estouros no orçamento. Sendo assim, é importante verificar exaustivamente os pontos de tomada, interruptores e de iluminação necessários.

3 – Casos inesperados são comuns. Por isso, não se desespere! Não é raro encontrar um cano de água ou esgoto de surpresa.

5 – Outro serviço aparentemente simples, mas que pode render estresses e dores de cabeça é a substituição de pisos. Se a demolição for evitada, avalie se haverá diferença na altura do piso e se a sobrecarga não afetará a estrutura da edificação.

Fique atento e tente evitar os possíveis imprevistos pelo caminho!

FONTE: Mulher UOL

Publicado em Dicas, Variedades | Deixar um comentário

Vantagens do PVC

O policloreto de polivinila, mais conhecido pelo acrônimo PVC, é um produto de grande versatilidade e que está mais presente no nosso dia a dia do que podemos imaginar.

Amplamente aplicado em obras residenciais, seja nos pisos de salas ou em escritórios, o PVC pode ser rígido ou flexível, opaco ou transparente, brilhante ou fosco, colorido ou branco.

PVC
Extremamente versátil, esse material também pode ser utilizado como peça decorativa, na canalização de água e esgotos, em revestimentos de interiores e para acondicionar alimentos.

O PVC fabricado com baixo custo de energia e sua vida útil em construções é superior a 50 anos. É também impermeável a gases e líquidos, resistente à ação de fungos, bactérias, insetos e roedores e reciclável.

FONTE: Blog Faz Fácil

Publicado em Banheiros, Dicas, Produtos, Variedades | Deixar um comentário

Importância da caixa d’água nas residências

As instalações hidráulicas são parte essencial no processo de construção de uma residência. Para evitar erros e acidentes durante a obra, é necessário ter um bom planejamento na hora de construir.

A caixa d’água é um elemento imprescindível. Ela é como uma poupança, uma reserva para qualquer eventualidade que possa ocorrer. Na hora de escolhê-la, faça o balanço entre a facilidade de manutenção e o custo final do produto.

A escolha desse item começa pelo acerto do tamanho. Na Amoedo, existem algumas opções de caixas d’água tradicionais e de polietileno. As tradicionais, apesar de serem de manutenção mais trabalhosa, são as mais vendidas no Brasil. Já as de polietileno têm a superfície interna lisa, que evita o acúmulo de sujeiras nas laterais, e possuem tampa rosqueável.

FONTE: Casa Abril

Publicado em Dicas, Sem categoria, Variedades | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Para que servem as fechaduras?

Segurança em primeiro lugar! Além de trancar portas, as fechaduras prezam pela estabilidade e bem-estar dos moradores de uma casa. No passado, a evolução dos conjuntos de fechaduras priorizava a obtenção de formas harmônicas e a multiplicidade de padrões de acabamento. Hoje, a palavra de ordem é segurança. Com isso, esse item passou de secundário para fundamental nas residências.

Seja para uso em portas internas, externas ou peças de mobiliário, a evolução desse elemento é inquestionável. Se você chegou aos detalhes finais da obra, é hora de pensar nas fechaduras! Venha conferir as opções disponíveis na Amoedo.

FONTE: Blog Faz Fácil

Publicado em Dicas, Sem categoria, Variedades | Com a tag , , , , , , | Deixar um comentário

Como proteger seu sistema elétrico

Se sua obra já chegou à fase das instalações elétricas, é preciso pensar em como proteger as fiações da casa. Para evitar riscos como choques mecânicos, agentes químicos, entre outros problemas, os eletrodutos são a melhor opção.

O eletroduto é um elemento de linha elétrica fechada que, além de proteger os condutores elétricos contra influências externas, pode ser benéfico ao meio ambiente, evitando incêndios e explosões.

Também chamado de conduíte, esse duto é utilizado em infraestruturas residenciais e tem como principais destinações a proteção de cabos subterrâneos de energia, TV a cabo, telecomunicações e etc.

Quer preservar a segurança e o bem-estar da sua casa e família? Então venha conferir algumas opções de eletrodutos na Amoedo!

FONTE: Site Ebah e Site Construção e Refoma

Publicado em Dicas, Sem categoria, Variedades | Com a tag , , , , , , , , | Deixar um comentário

Como manter o encanamento em dia

Manter a parte hidráulica da casa em ordem é fundamental. O tempo de duração do encanamento, a manutenção e os problemas com sujeira e detritos são pontos importantes que devem ser avaliados de tempos em tempos. Por isso, mantenha o seu sempre em dia.

Quer fugir de problemas hidráulicos na sua residência? Aí vão algumas dicas:

1) Troca do encanamento – A vida últil de um bom encanamento é de, geralmente, 20 anos. Contudo, é necessário fazer alguns reparos quando preciso.

2) Manutenção do encanamento – Para evitar entupimentos, é importante não jogar detritos nos ralos.

3) Além disso, é imprescindível utilizar proteção para reter restos de alimentos na pia.

4) Jogar papel higiênico ou absorvente no vaso sanitário é o erro comum da maioria das pessoas. Por isso, fique atento em relação ao que jogar no vaso!

FONTE: Revista Casa Linda e Blog Tend Tudo

Publicado em Dicas, Sem categoria, Variedades | Com a tag , , , , , | Deixar um comentário