Tendência: Azulejo de metrô

O subway tile ou azulejo de metrô, conforme a tradução literal, é o queridinho do momento na decoração.

É muito fácil de se apaixonar pelo azulejo de metrô. Além de lindo, ele tem muita história pra contar. Se espalhou pelas maiores estações do mundo no início do século XX e de lá pra cá se tornou um clássico que confere aos ambientes um ar retrô e moderno ao mesmo tempo.

2-ideias-para-usar-azulejo-do-metro-640x476

Fonte: Blog Eliane

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Como escolher o piso ideal para cada cômodo

Escolher um modelo novo de piso para casa exige pesquisa. “Antes de se decidir, pense na instalação, na manutenção e na durabilidade. Não só isso: o piso também deve ser adequado para cada ambiente. Por exemplo, a opção ideal para o quarto não será a mesma indicada para o banheiro.

Para você acertar na escolha do piso, confira as dicas dos especialistas. Sua casa ficará mais linda e aconchegante.

Mais resistência na cozinha

Como a cozinha é um dos lugares mais movimentados da casa, ela pede um piso resistente. Para cumprir essa função, o porcelanato esmaltado é uma ótima solução!

Cuidado com o mofo no banheiro novo!

O banheiro é a moradia da umidade. Então, esqueça o chão de madeira. Para evitar mofo e odores indesejados no ambiente, mantenha o local bem ventilado e capriche na limpeza dos rejuntes.

Do lado de fora, segurança em primeiro lugar

O cuidado com o chão do quintal é tão importante quanto o do interior da casa. Então, vá de pedras brutas. Elas são duradouras e antiderrapantes.

Quarto e sala mais aconchegantes

Para salas e quartos, aposte em pisos mais quentes e aconchegantes, como os laminados. “Ele imita vários tons de madeira, que é muito cara. Além disso, não apodrece nem precisa ser impermeabilizado”.

Fonte: Site MdeMulher

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Área de churrasqueira para sua casa

A churrasqueira é um dos lugares indispensáveis para uma casa de alguém que deseja reunir a família e os amigos. Ela pode ser feita tanto na área interna da casa como na área externa, isso vai depender muito do quanto de espaço você tem em cada um dos lugares. A churrasqueira pode ser integrada com uma varanda ou até mesmo no quintal com a presença de mesas e outros objetos.

O primeiro passo para fazer uma churrasqueira é escolher o espaço em que ela irá ficar. Procure um local que seja próximo da pia e que tenha uma bancada que fica ainda mais fácil o acesso para o manuseio dos alimentos quando for fazer um churrasco. Todos esses detalhes devem ser muito bem pensados.

Outro detalhe é sobre a ventilação do local, pois a churrasqueira deve ser colocada em um lugar onde não chova e não tenha alteração de vento para não atrapalhar o seu churrasco. Nas paredes perto da churrasqueira, você poderá decorar com azulejos, com pastilhas ou até mesmo com uma pintura de cor vibrante ou neutra, depende da sua escolha.

Na sua área da churrasqueira, evite deixar mesas e cadeiras espalhadas, pois pode atrapalhar o seu local. Portanto coloque essas mesas e cadeiras em um canto e escolha por modelos de mesas e cadeiras que possam ser empilhadas para serem guardadas quando não estão sendo usadas.

Você poderá usar banquetas para decorar sua área de churrasqueira ou poderá fazer um modelo mais gourmet. Hoje em dia, vale ousar no que deseja e combina mais com você, com a sua casa e o seu estilo.

A área da churrasqueira tem de ser coberta para proteger o seu churrasco e para que não estrague sua festa. Você pode usar tijolinhos a vista e até mesmo colocar um fogão e uma geladeira para ficar mais fácil e criar como se fosse uma cozinha integrada e moderna.

Você pode ousar na decoração desse espaço, pois é um ambiente que é próprio para receber os amigos e a família, é um ambiente de diversão e deve ser colorido, alegre, cheio de coisas interessantes. Coloque rádio, se possível coloque também uma televisão e outros acessórios de decoração. Deixe o ambiente aconchegante para que as pessoas se sintam bem dentro da sua área de churrasqueira e desejam voltar.

FONTE: Tudo Construção

Publicado em Dicas | Deixar um comentário

Evite dias chuvosos para pintura, textura e outros

Para fazer a pintura de uma casa ou aplicar massa corrida, textura ou grafiato é necessário levar em consideração as condições climatológicas para que os resultados possam ser satisfatórios e não ocorra problemas como a perda do serviço, mão de obra e material.

Isto foi o que aconteceu comigo quando estava na fase de acabamento da minha casa. Estávamos com muita pressa e queríamos terminar o mais rápido possível para fazer a mudança ainda no período de férias meu e de minha esposa. Então ignorando o tempo chuvoso, iniciamos a aplicação da textura em uma parede da parte externa da casa. No período da manhã não choveu e pudemos trabalhar normalmente, mas no período da tarde, logo que acabamos de fazer uma parede veio uma chuva muito forte e praticamente lavou a parede levando embora boa parte da textura que havíamos feito.

Situação semelhante ocorreu nos dias seguintes, com menor intensidade. O problema disso é que foi necessário refazer e os resultados não ficaram assim tão bons como se tivéssemos aplicado uma única vez, embora a textura permita refazer, se fosse grafiato a situação seria bem pior.

Pintura e massa corrida
Mesmo na parte interna onde não há risco de receber chuva e ocorrer o problema acima relatado, existe ainda a recomendação de evitar dias chuvosos ou com muita umidade no ar, já que em situações assim demora mais para a tinta secar, assim como a massa corrida, sem contar possíveis problemas por excesso de unidade.

FONTE: Casa Dicas

Publicado em Dicas | Deixar um comentário

Renove o piso sem gastar muito!

O piso de cerâmica ou de concreto está desgastado? Você quer dar um “up” na decoração, mas está sem dinheiro? Que tal aplicar uma cor vibrante no piso? Com tintas específicas é possível dar vida nova ao ambiente de maneira econômica. Veja como é fácil.

Renove a cerâmica gastando pouco, pintando o chão.

Materiais: fundo branco epóxi (bi-componente + tinta) / bandeja para pintura / rolo para aplicação de tinta epóxi / fita-crepe / misturador de tinta / trincha / rolo de lã

Após eliminar os resíduos de gordura e/ou pó com detergente e água ou apenas com um pano úmido, aplique o fundo epóxi na cerâmica, criando uma base aderente para a tinta acrílica. Antes de começar, proteja o limite das superfícies que não serão pintadas com fita-crepe e faça o recorte com a trincha.

Então, realize a pintura com o rolo para aplicação de epóxi, cobrindo bem toda a área que receberá a tinta acrílica. Essa etapa é fundamental, pois garantirá a durabilidade do acabamento, que é indicado para ambientes de médio tráfego (com resistência moderada à abrasão).

Aguarde o tempo recomendado pela fabricante para a secagem da camada epóxi e dê início à pintura acrílica. A tinta deve ser diluída segundo as indicações da embalagem. Assim como nas duas etapas anteriores, inicie o processo de cobertura contornando a área a ser pintada com a trincha.

Use o rolo de lã para pintar a superfície de cerâmica. Para que a distribuição da tinta na ferramenta seja uniforme, faça uso da bandeja para pintura.

Quando a primeira camada estiver seca ao toque (confira o rótulo para informações sobre o tempo necessário), aplique a segunda demão. E, se for necessário, passe uma terceira. Espere até a secagem total da tinta para começar a usar o ambiente.

Fonte: Uol

 

Publicado em Cores e Efeitos | Deixar um comentário

Como escolher o tamanho da Caixa d’água?

Por que uma caixa d’água?

A água, além de ser um bem natural, é uma necessidade humana. No Brasil, o sistema de abastecimento urbano, tem periodicidade variada. Isso pode ser um grande problema.

A falta de água é uma deficiência comum em muitos lugares. Em geral, o problema acontece por questões de logística. Nas grandes cidades isso é mais comum do que imaginamos.

O que impede que as pessoas sintam tanto essa questão estrutural é o uso de caixas-d’água. O armazenamento promovido por elas garante que haja sempre reservas para as torneiras, chuveiros e demais funcionalidades.

Bom, mas em meio a uma construção nem sempre é fácil escolher a caixa-d’água certa. Os tamanhos, formatos, capacidade e materiais diferentes podem confundir qualquer leigo.

Se você está em dúvida temos algumas dicas! Aprenda algumas “contas” básicas para garantir que o seu reservatório acumule o volume de água ideal para sua residência.

Consumo por pessoa

O primeiro ponto a ser assimilado é a quantidade de habitantes. Claro, embora sempre haja a possibilidade um novo membro, o importante é focar em um número médio. Se a sua família tem 7 pessoas a multiplicação é simples.

No geral cada adulto consome 150 litros de água por dia. Em prédios esses volume pode aumentar para até 200 litros em virtude da pressão aplicada pela altura.

Dias de escassez

Se você mora em uma região onde as secas são comuns é bom se preparar. Atualmente o Brasil tem passado por uma fase de baixa densidade pluviométrica. Por via das dúvidas, é melhor ter precaução.

Sempre some de 3 a 4 dias sem reposição.

Fatores diversos

É preciso considerar ainda algumas outras questões. Ter muitos animais de estimação, possuir um jardim de grande porte ou ter alguma outra atividade onde a água precise estar sempre presente com muito uso. Em casos assim, sempre é preciso somar mais à capacidade esperada na caixa-d’água.

Fechando a conta

Para quem está procurando um reservatório que comporte a quantidade de água ideal para uma família é preciso analisar os fatores citados acima. Porém, se a sua construção for para fazendas ou condomínio a dica é optar por uma caixa d’água tipo taça. Com ela é possível aglomerar um volume ainda maior de água.

Fonte: Clique Arquitetura

 

 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Iluminação adequada nos ambientes

A iluminação é essencial na criação do ambiente, transmitindo equilíbrio e aconchego, sendo atualmente um dos elementos mais importantes na arquitetura. É como se a arquitetura estivesse viva. Uma boa iluminação acentua extraordinariamente a beleza de qualquer espaço. De forma adequada precisa fazer parte do projeto e deve ser pensada, considerando-se que no decorrer do dia a luz se modifica, e por consequência produz diferentes efeitos visuais.

download

Algumas dicas importantes para serem considerados nos projetos:

Entradas, Corredores e Escadas

Quando os convidados chegam, você deseja que a primeira impressão seja convidativa. Apenas mudando as lâmpadas em sua entrada, você pode criar uma atmosfera tão aconchegante quanto seu acolhimento. Corredores e escadas devem ser iluminados tendo em mente tanto o aspecto decorativo como o de segurança.

Salas de Estar

De todos os cômodos de sua casa, é na sala de estar onde você gasta a maior parte do tempo com a família e amigos. Faça com que ela fique mais convidativa, confortável e funcional escolhendo estilos de iluminação que destacam seu estilo pessoal. Ilumine a sala de estar inteira para transmitir um brilho global ou um ambiente tranqüilo. Focalize mais luz nas áreas onde você estiver lendo, costurando, escrevendo ou jogando. Chame atenção para uma obra-de-arte ou coleções com iluminação de destaque estrategicamente colocada.

Salas de Jantar

Elegante ou informal, você pode decorar sua sala de jantar para criar uma atmosfera mais graciosa ou um ambiente relaxado usando diversos estilos de iluminação. Lustres cintilantes, luminárias pendentes ou “downlights” – qualquer que seja o estilo de sua luminária – o foco principal da iluminação de uma sala jantar está na mesa.Contudo, o seu esquema de iluminação deve iluminar a sala inteira, acentuando sua exclusiva personalidade.

Cozinhas

Preparando os alimentos, cozinhando ou jantando – sua cozinha provavelmente é o ambiente mais ativo em sua casa. Alguns estilos de iluminação proporcionarão a você um alto nível de luz para toda a cozinha, até mesmo dentro dos gabinetes e gavetas. Outros, como luminárias debaixo dos gabinetes, distribuirão uma luz brilhante e sem sombras sobre as áreas de trabalho.

Escritórios Domésticos e Áreas de Serviço

Estas são áreas onde os olhos possuem trabalho intenso. Uma boa regra é ter cerca de três vezes mais luz nas superfícies de trabalho do que no resto do cômodo. Para abajures de piso ou mesa de leitura, existem lâmpadas que proporcionarão uma generosa quantidade de luz sobre uma escrivaninha ou área de trabalho. Superfícies de trabalho para passatempos e artes são locais ideais para as novas fluorescentes com elevado índice de reprodução de cor.

Quartos

Decorar seus quartos com os estilos modernos de iluminação é um dos modos mais fáceis de torná-los mais atraentes e confortáveis. Para iluminação geral, existem lâmpadas que iluminam totalmente o quarto quando aplicadas nas luminárias do teto. A iluminação indireta de luminárias de parede ou teto podem ser usadas para produzir uma luz suave. E para a leitura na cama, existem estilos de iluminação que irão clarear as páginas de qualquer livro.

Banheiros

Os banheiros atuais são muito mais elegantes e luxuosos do que os do passado. Do contemporâneo até o tradicional, a iluminação certa deve destacar o visual que você deseja obter em seu banheiro – e destacar o seu visual pessoal ao mesmo tempo. Qualquer que seja o seu estilo, a iluminação do banheiro deve ser suave e agradável, luminosa o suficiente para maquiagem, fazer a barba ou depilação, ou pentear os seus cabelos.

Iluminação Externa

Segurança e destaque são as funções de uma iluminação externa. A iluminação externa eficiente adiciona valor à sua casa e mostra aos vizinhos o seu cuidado. Para destacar a paisagem e aumentar a beleza de sua casa, distribua a luz através dos caminhos, arbustos e passagens. Durante os períodos de festas, adicione um visual festivo à sua casa com cordões de lâmpadas, juntamente com lâmpadas projetoras coloridas. Para a maior segurança, é crítico iluminar todos os lados de sua casa e arbustos que possam abrigar os assaltantes.

Fonte: Fórum da Construção

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Dicas para ampliar pequenos espaços

Como escolher e aplicar o porcelanato para conferir maior amplitude aos ambientes da sua casa?

Cada ambiente é único mas algumas dicas poderão ser úteis na hora de escolher o piso, alguns truques vão fazer toda a diferença na sensação de espaço.

O tamanho certo

Nos últimos anos os porcelanatos em grandes formatos chegaram ao mercado. Peças lindas e imensas com 90×90, 60×120, 120×120 cm… Elas chamam a atenção e encantam a todos. E ao contrário do que muita gente pensa, elas podem sim ser usadas em pequenos ambientes.

Ao escolher o revestimento para o seu ambiente, sugerimos que leve a planta do local para a loja ou um especificador (arquiteto, designer), para que ele ajude a escolher a melhor opção, levando em consideração o seu gosto e o espaço disponível.

Mas se você for fazer sozinho, preste atenção as dicas abaixo.

– Observe na planta do ambiente, se o piso que você tanto gostou precisará de muitos recortes.

– Meça quantas peças inteiras você terá no ambiente e veja se o possível resultado lhe agrada, antes de comprar o porcelanato.

A cor certa

Cores claras em tons de branco e bege, sempre são indicadas para ambientes pequenos.

Uma nova tendência,  é aplicar porcelanatos que fazem releituras da madeira. São cores leves, que conferem conforto e aconchego.

Observe ainda se piso que você deseja adquirir, possui pequenos relevos que reproduzem pedras naturais, ou se ele possui múltiplas faces devido a impressão digital. Estes pisos quando colocados lado a lado causam a impressão de serem uma pedra única.

Após escolher o piso, vamos para o rejunte. Se você deseja destacar as peças, opte por um rejunte de cor contrastante. Se você deseja obter a impressão de um piso mais uniforme como de uma pedra única, escolha a cor do rejunte mais próxima do tom da borda do piso escolhido.

A posição adequada

Uma dica importante é posicionar os porcelanatos de formatos retangulares, de modo a  valorizar o espaço de acordo com o desenho da peça. Se ele possui linhas, use-as a seu favor, aplique-o com as linhas posicionadas para a parte que você deseja ampliar.

Uma outra dica é usar  porcelanato igual ao da parede e na mesma direção. Se for um ambiente como uma sala que não tem porcelanato na parede, opte por ter a mesma cor na pintura da parede e no porcelanato, neste caso vale dispensar o uso de rodapé. O resultado é uma sensação de continuidade.

O que também dá um bom resultado é manter a uniformidade dos pisos da casa. Escolha um estilo e procure não mudar muito de um ambiente para o outro. A sofisticação também se dá pela semelhança e clareza que o porcelanato confere a casa como um todo.

Fonte: Blog Portobello

 

 

Publicado em Sem categoria | Deixar um comentário

Como reaproveitar as luzes de natal

Você pode reaproveitar com muito estilo as luzes de Natal na decoração. Uma ideia simples, mas com um resultado incrível!

Os piscas-piscas são perfeitos para decorar o ano inteiro. Eles criam um ambiente personalizado, já que a criatividade é quem manda na hora de espalhá-los pela casa. As luzinhas criam um visual bacana ao redor das janelas, molduras, espelhos, cabeceiras e estantes. Você pode até incrementar a iluminação usando bolinhas de pingue-pongue, flores artificiais e até forminhas de brigadeiro!

Dá só uma olhada nas ideias que separamos para você reaproveitar as suas luzes de Natal na decoração:

Fonte: Blog Eliane

Publicado em Dicas, Iluminação | Deixar um comentário

Como economizar na reforma da casa

Não abra mão do projeto

Contratar o serviço de um arquiteto ou designer de interiores para apoiar uma reforma pode parecer um gasto dispensável, mas, na verdade, um bom projeto funciona como um instrumento eficaz para poupar dinheiro. Mais do que um desenho, o projeto define a execução, detalha o quanto cada etapa vai custar e o tempo que vai levar para ficar pronta. As perdas geradas por projetos inexistentes ou mal feitos são enormes e vão da escolha de materiais inadequados ao retrabalho, o que significa atraso no cronograma, desperdício de material e dinheiro jogado fora.

Escolha os materiais de modo inteligente

Os materiais nobres proporcionam sofisticação ao projeto, mas existem opções que permitem a substituição desses itens sem ter que gastar tanto. É o caso dos porcelanatos que imitam mármores e dos novos revestimentos vinílicos e laminados que podem ser usados no lugar da madeira. Além disso, os fabricantes de acabamentos, de louças e de metais sanitários trabalham com catálogos amplos, oferecendo linhas para atender diferentes padrões e expectativas de preço. Assim é possível encontrar produtos mais baratos mantendo a opção por um fabricante confiável, que garanta qualidade e segurança.

Negocie sempre

Você consegue obter descontos em todas as etapas da reforma, especialmente em marcenaria e armários planejados. Por isso, pesquise e pechinche sempre. Na hora de negociar, ter um arquiteto ou designer de interiores ao seu lado pode ajudar a economizar, porque o profissional tem conhecimento sobre os preços e sobre os requisitos técnicos para comparar os produtos.

Faça um planejamento financeiro

A dica para não passar aperto ao reformar é planejar os gastos. Saber o custo global da reforma é fundamental, por exemplo, para decidir entre fazer toda obra de uma vez ou priorizar algumas áreas. Além disso, há fornecedores com opções interessantes de parcelamento, enquanto outros oferecem descontos significativos caso prefira pagar à vista. Dependendo do porte da obra, algumas empreiteiras dividem o preço total em até seis vezes para pegar todo o serviço. Um orçamento bem executado pode tirar proveito de todas essas possibilidades e auxiliar a tomada de decisão entre usar financiamento bancário, parcelar com o fornecedor ou resgatar uma aplicação para pagamento à vista.

Tenha bons profissionais ao seu lado

Na hora de contratar mão de obra, você vai encontrar enorme variação de preço. Por isso, pesquisar e buscar o valor mais justo é mais do que recomendável. Mas tome cuidado para não barganhar demais ou o barato pode sair caro. Se os profissionais não forem competentes, todo investimento pode se perder, seja por conta de quebras e acidentes, seja por causa de atrasos ou pela necessidade de refazer serviços. Para fugir de “pseudo especialistas”, contrate somente profissionais com referência, que trabalhem sob contrato e que cumpram a legislação em vigor.

Fonte: Uol

 

Publicado em Dicas | Deixar um comentário